BEM VINDO

MENU

quarta-feira, 2 de abril de 2014

DISCIPLINA
 
Disciplina tem a mesma etimologia da palavra "discípulo", que significa "aquele que segue". Também é um dos nomes que se pode dar a qualquer área de conhecimento estudada e ministrada em um ambiente escolar ou acadêmico. Geralmente diz respeito a uma Ciência ou Técnica, ou subderivados destas. Aqueles que seguem uma disciplina podem assim ser chamados de discípulos.
 

seis passos para ser disciplinado

1. Sê verdadeiro contigo mesmo A primeira coisa a fazer é reconhecer em que área da tua vida não tens tanta disciplina. Depois, pensa nas consequências da tua indisciplina. Pensa em como isso vai afetar a tua vida. Por último, visualiza a tua vida sem esses problemas. Com certeza, comprovarás que ter disciplina ajudar-te-á a viver a vida sem preocupações. Ao atuar de forma disciplinada, notarás que terás mais tempo e energia.
 
2. Caneta e papel em mãos
Anota os passos a dar para te comportares de forma disciplinada.

 
3. Plano de ação já!
Cria um plano de ação. Nada mais é do que criar um passo a passo de como deves atuar. É importante que sejas realista. As tuas metas devem ser alcançáveis. A disciplina é como um músculo que deve exercitar todos os dias para que fique forte.

 
4. Xô preguiça
Aprende a controlar aquela vontade de deixar para fazer depois. Ela é a grande inimiga da disciplina. Todas as desculpas afastam-te da tua meta. Encara o que tens que fazer como algo inegociável. Tens que fazer, gostando ou não.

 
5. 21 dias seguidos
Segue o teu plano de ação durante 21 dias seguidos. Esse é o tempo mínimo necessário para criar um hábito. Se falhares antes de concluir as três semanas, retoma tudo desde o início até atingires os 21 dias seguidos.

 
6. Nada de pensamentos negativos
Elimina a voz negativa e ouve apenas a voz positiva. Pense que basta um pensamento negativo para te desmotivar. Mantém-te firme nos teus propósitos. Sem dúvida, alcançarás o que desejas.


fonte: http://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2013/03/04/1007188/os-6-segredos-ter-mais-disciplina.html

quinta-feira, 6 de março de 2014

5 estratégias para aliviar a ansiedade

A ansiedade está na grande maioria das vezes relacionada com preocupação. A ansiedade materializa-se numa ocupação antecipatória dos recursos da mente sobre algo que acontecerá ou que se receia que aconteça no futuro. No entanto a preocupação pode ser útil quando nos leva a agir e a resolver um problema. Mas se você está preocupado com cenários hipotéticos ou cenários catastróficos, a preocupação torna-se um problema sério. Dúvidas e medos irracionais são paralisantes, desmotivantes e não-produtivos. A ansiedade e consequentemente a preocupação exagerada sugam a sua energia emocional, aumentam os níveis de tensão, e interferem com o seu dia-a-dia, tudo isso sem nenhum retorno positivo. A boa notícia é que o terrível hábito da preocupação crónica é um processamento mental que você pode aprender a diminuir e até mesmo a superar. Você pode treinar a sua mente de forma a ficar mais calmo e controlado, permitindo que olhe a vida sob uma perspectiva mais positiva.
Uma vez accionada a ansiedade, a preocupação segue-se, é como que um subproduto do processamento ansioso da informação. Consequentemente geram-se sentimentos mistos sobre as suas preocupações. As suas preocupações começam a incomodá-lo, passando a manifestar-se de forma sintomática, prejudicando o sono, a concentração, a alimentação, o humor e aumentando os pensamentos de cariz pessimista e catastrófico.
Mas, afortunadamente existem algumas formas de processamento de informação que justificam essas preocupações . Por exemplo, quando você pensa:
  • Talvez eu encontre uma solução.
  • Eu não quero esquecer nada.
  • Se eu ficar pensando um pouco mais, talvez eu possa resolver a situação.
  • Eu não quero ser surpreendido.
  • Eu quero ser responsável.
Todos nós temos uma tendência natural para a preocupação, por isso torna-se difícil desenraizarmos este hábito, porque em certo sentido, as nossas preocupações têm vindo a servir-nos.

PREOCUPAÇÃO E ANSIEDADE – DICA 1: ACEITE A INCERTEZA

A incapacidade de tolerar a incerteza desempenha um papel central no aumento da ansiedade e preocupação. As pessoas que sofrem de preocupação crónica têm um impulso enorme para o esclarecimento de todas as suas dúvida e imprevisibilidade. Elas precisam saber com 100% de certeza o que vai acontecer. Preocupar-se é visto como uma maneira de prever o que o futuro lhes reserva, uma forma de evitar surpresas desagradáveis e controlar os resultados. O problema é que esta estratégia de querer saber o que vai acontecer no futuro e/ou certificar-se que as coisas temidas não irão acontecer, simplesmente não funciona.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014


A IMPORTÂNCIA DO AQUECIMENTO E DO ALONGAMENTO
Para desempenhar-mos qualquer atividade física é importante o aquecimento corporal.
Os músculos necessitam de calor, por isso precisamos pré aquecer o nosso corpo para a atividade desejada.

Ao executar um tipo de aquecimento simples por exemplo, corridas curtas, pular corda, saltos no lugar, nosso coração aumenta a frequência cardíaca, elevando assim a pressão sanguínea (o sangue corre mais rápido nas artérias), o corpo entra em calor.

Porém somente isso não é suficiente para estar aquecido, os músculo, articulações e tendões necessitam de uma preparação mais específica que são os alongamentos.

Ao execultar exercícios de alongamento específicos para os músculos por exemplo, o mesmo estará gradativamente se tornando mais elástico e mais contrátil, ao alongar uma determinada articulação ou tendão (panturrilha e ombro), os mesmos estarão entrando em calor preparados para a atividade.

É importante um alongamento específico para a articulação.

Assim vale para os cotovelos, para a coluna, para a musculatura da coxa (anterior e posterior). Alongar exige muito pouco tempo e espaço, pois em menos de cinco minutos você estará leve e solto preparado para atividade sem risco de contusão.
 
fonte:http://profrafaelguerra.blogspot.com.br/2010/09/importancia-do-aquecimento-e-do.html

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

A cura de dez leprosos ( o poder da gratidão)

Lucas 17

11 A caminho de Jerusalém, Jesus passou pela divisa entre Samaria e Galileia.
12 Ao entrar num povoado, dez leprosos dirigiram-se a ele. Ficaram a certa distância
13 e gritaram em alta voz: "Jesus, Mestre, tem piedade de nós!"
14 Ao vê-los, ele disse: "Vão mostrar-se aos sacerdotes". Enquanto eles iam, foram purificados.
15 Um deles, quando viu que estava curado, voltou, louvando a Deus em alta voz.
16 Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu. Este era samaritano.
17 Jesus perguntou: "Não foram purificados todos os dez? Onde estão os outros nove?
18 Não se achou nenhum que voltasse e desse louvor a Deus, a não ser este estrangeiro?"
19 Então ele lhe disse: "Levante-se e vá; a sua fé o salvou".

Nossos Registros